BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Confesso: eu comi!


Eu confesso: comi um miojo ontem.

Mas não era um miojo qualquer, era um daqueles que imitam yakisoba. E eu ainda coloquei cenoura, umas lasquinhas de cebola e umas gotas de molho shoyo.

E eu comi como se aquilo fosse a minha última refeição da vida. Como se fosse um manjar dos deuses.

Eu comi e depois passei mal. Não conseguia fazer a maldita digestão e fiquei "fritando" na cama até quase quatro da manhã.

Vocês devem estar se perguntando se tinha algum alucinógeno no tal miojo. E eu respondo que não: apenas dei início em uma (nova) estratégia para emagrecer, tomando uns shakes, chás e suplementos alimentares daquela marca Herbalife.

E confesso (novamente): estou sofrendo pacas!

O Shake, apesar de ser uma nutrição completa e balanceada, tem um gosto horrível por causa da proteína de soja. Pra resolver isso, descobri que posso adicionar algum suco em pó (dietético, claro) ou um pedacinho bem pequenininho de uma fruta. Daí o shake fica menos intragável.

Acontece que a tal nutrição completa tem o peso de um elefante: você come e fica imóvel como uma jibóia por, pelo menos, duas horas. E olha que, para o meu caso, preciso substituir duas refeições nos dois primeiros meses para a coisa dar certo - café da manhã e jantar - mantendo apenas o almoço como era antes.

Paralelamente a isso tudo tem o chá que, por incrível que pareça, é bem gostoso. Mas se você adicionar um tiquinho daquele tal suco diet, fica melhor ainda. E eu preciso tomar um litro por dia, sendo que eu descobri que não dá pra tomar a noite por causa da cafeína (fiquei ligadona na primeira vez).

Tem também uns comprimidos que são gigantes e eu preciso engolir dois meia hora antes das minhas refeições (os shakes, no caso). Eles servem para... bem..., acho que servem para me fazer engasgar todas as vezes e depois para fazer meu intestino funcionar igual ao de um pato. Aliás, já que eu entrei no mérito da escatologia, após o chá eu conheci alguns banheiros de postos de gasolina da minha região, da Marginal Tietê, de bancos. Afinal, depois de um litro da bebida, pareço um cão numa praça, urinando em cada canto para marcar território.

Ah! mas não é só isso. Também descobri que se não beber uns três litros de água além do chá, o shake trava o intestino. Ou seja: é melhor que eu compre lenços umidecidos e um rolo de papel higiênico extra e deixe ambos no meu carro. Vai saber, né.

Só que tem um detalhe: isso tudo é doce e eu estou sentindo uma falta danada do sal e do carboidrato, principalmente. Entre as refeições preciso fazer um lanchinho, daí posso comer um Polenghinho, ou uma fatia de queijo branco e uma de peito de peru. E na ceia posso tomar uma daquelas sopinhas de 50 calorias com uma fatia de torrada (sem nada, é claro).

Por isso, ontem, no jantar, eu devorei o miojo. E juro: me senti tão bem (até a digestão começar a emperrar, é claro).

Talvez vocês, estimados leitores, estejam se perguntando o por quê disso tudo.

E eu respondo que preciso emagrecer mesmo e isso já é uma questão de saúde. Mas não imaginava que a coisa seria, assim, tão sofrida para mim, que tenho tanto prazer em cozinhar, e em comer.

Eu deveria ter feito um trabalho psicológico antes, me conscientizando sobre a dieta, e focando apenas no resultado. Mas acontece que eu vi gente tão feliz por ter emagrecido, que tudo me pareceu fácil demais.

Bem, não vou desistir, principalmente agora que percebi (pelos meus pés e mãos) que desinchei.

E, como essa "nova fase" está me proporcionando mudanças profundas, talvez eu realmente tenha que superar mais esse desafio.

Pois pior do que o gosto ruim do shake, é o sabor amargo da ausência do amor-próprio e da falta de tesão ao se ver diante do espelho.


Postado por Andréa (que tem certeza de que vai dar tudo certo. Principalmente se ela não comprar mais nenhum miojo e não surtar a noite).

5 comentários:

Débora (Pekena) disse...

Déia, vc é sensacional! Adoro este humor sarcástico que vc faz das suas experiências pessoais. Quero que vc saiba que acredito em vc, tenho certeza que vc vai emagrecer. Bjos

Evelyn disse...

Déa, você vai querer me matar, mas eu me matei de rir com esse seu post, mesmo sabendo da seriedade do assunto...
É impossível não rir...

Bjos,
Evy

Denise disse...

hahahahahahahah
Déa, só vc mesmo para transformar esta trágica experiência em comédia! Como disse a Evy, mesmo o assunto sendo sério, não dá pra parar de rir da forma como vc relata! rs Hilário, parabéns! E força, amiga. VC vai chegar lá! E viva o jeans strech! beijos

Jú Manocchio disse...

Dea, força na peruca Amiga.
Só quem pode nos amar, somos nós mesmos.
Você vai conseguir, sempre foi uma mulher batalhadora, e nao é agora que nao vai dar o maximo para alcançar o seu objetivo.
To com você, afinal vc ja sabe né.
Bjs
Te amo

Marcos disse...

kkkkkkkkkkkkkkkk!
Fantástico! Vc é super!
Beijooooo!